10 de junho, um dia histórico na luta pelos recursos dos Precatórios do FUNDEF. Foi o lançamento da Frente Social Nacional pela subvinculação dos Precatórios do FUNDEF, através de uma live que reuniu a CNTE, a Frente Norte/Nordeste, entidades sindicais, parlamentares federais e movimentos sociais.

O objetivo é a construção de uma grande unidade nacional pela vida, pela vacinação e em defesa dos Precatórios. No comando da live, a CNTE e a coordenação da Frente Norte/Nordeste.

Heleno Araújo, presidente da CNTE, abriu os trabalhos parabenizando a unidade pela luta. “Essa frente vai envolver entidades sindicais e parlamentares. Uma frente ampla, onde a sociedade em geral pode fazer seu cadastro e dizer NÃO ao desrespeito da lei (14057/20) que já foi aprovada e assinada pela presidência da República. Já Rui Oliveira, coordenador-geral da APLB e coordenador da Frente Norte/Nordeste reafirmou que a defesa dos precatórios não pode parar. “Essa é uma luta entre o capital e o trabalho. São 150 bilhões de reais para a Educação, com 60% para o Magistério. É um direito!”

Representando o Sindicato APEOC, o vice-presidente Reginaldo Pinheiro ressaltou a força da Frente Social recém criada. “Esse lançamento em conjunto CNTE e a Frente Norte/Nordeste é emblemático e já demonstra o tamanho da sua envergadura, reunindo sindicatos e parlamentares.”

Participaram ainda, representando entidades das regiões Norte e Nordeste, Consuelo Correia, do SINTEAL Alagoas, e Mateus Ferreira, do SINTEPP Pará.

E a Frente Social reúne também vários parlamentes que lutam pela Educação Pública. Idilvan Alencar, do PDT do Ceará, reafirmou o compromisso com a pauta. O parlamentar é relator do PL 10.880/2018, que trata da destinação de sobras orçamentárias do FUNDEB. “O relatório não será somente do deputado Idilvan. Será uma construção conjunta entre todos os deputados e deputadas que apóiam e respeitam a Educação Publica deste país.”JHC, ex-deputado federal e hoje prefeito de Maceió, ressaltou a parceira com o presidente Anizio Melo. “Anizio está nessa luta há muito tempo. Estivemos juntos na criação da Comissão Especial da Câmara dos Deputados, para acompanhar a aplicação dos recursos dos Precatórios do FUNDEF. Com o poder de articulação de Anizio, e a criação da comissão, conseguimos dá a essa pauta a devida importância no Congresso.”

Participaram também da live, Alice Portugal (PCdoB/BA), Rosa Neide (PT/MT), José Ricardo (PT/AM), Paulão (PT/AL) e Bira do Pindaré (PSB/MA).

A live, que levou cerca de duas horas de muito debate sobre os precatórios, foi fechada com as falas da coordenação da Frente Norte/Nordeste. O professor Anizio Melo reafirmou que o Precatório do FUNDEF é da Educação e de seus profissionais. “Nós somos a última barreira contra esse Estado Genocida. Nós trabalhadores e trabalhadoras. Quem está do lado de lá? Empreiteiras, fundações, editoras, maus governadores e prefeitos, um lobby fortíssimo que está contra a Educação. Do lado de cá está a resistência, a coragem de homens e mulheres, que não vão abrir mão dos seus direitos.”

A coleta de assinaturas para apoiar a Frente Social Nacional pela subvinculação dos Precatórios do FUNDEF continua. Assine e apoie a luta da educação e de seus profissionais pela vinculação de 100% dos recursos oriundos dos Precatórios do FUNDEF para a escola pública e de pelo menos 60% para os seus profissionais.

ASSINE AGORA