Após boatos de possível atraso no pagamento dos professores contratados temporariamente, o Vice-Presidente do Sindicato APEOC, Professor Reginaldo Pinheiro, esclareceu a situação em contato direto com a COGEP/SEDUC. Conforme informações obtidas, os contratos processados até o fechamento da folha de pagamento foram incluídos na folha deste mês, e deverão ser pagos no mês de março, desmentindo os rumores de suposto atraso.

Além desta questão, continuamos na luta pela efetivação de pautas importantes para os professores temporários, tais como:
• Implementação de um processo seletivo mais abrangente, justo e transparente, que contemple a criação de um banco estadual de professores temporários;
• Equiparação salarial dos temporários com o salário inicial de carreira dos efetivos;
• Pagamento dos retroativos;
• Criação de pecúnia alimentação de R$ 770,00/mês, sendo proporcional para cargas horárias inferiores, dentre outras pautas de nossa Campanha Salarial 2024 (link na bio)

Reiteramos ainda a importância de verificar a veracidade das informações, desencorajando a propagação de boatos nas redes sociais e grupos de WhatsApp. Por isso, frisamos que é importante que a categoria acompanhe nossos canais oficiais de comunicação, os quais são fontes confiáveis e seguras.

Permanecemos vigilantes e comprometidos em acompanhar de perto o processo de pagamento dos professores temporários. Ao mesmo tempo, continuamos pressionando à SEDUC pela realização de um processo seletivo mais amplo, justo e transparente e cobrando do Governo do Estado melhores condições e valorização dos nossos professores e profissionais da educação, sejam efetivos ou temporários.