Os trabalhadores da Educação de Baixio reuniram-se nesta quarta-feira (05), em plenária realizada pelo Sindicato APEOC, para debater a situação dos Precatórios do FUNDEF e do Financiamento da Educação Pública. A reunião, que ocorreu na Escola Municipal Antônio Alves Farias, foi conduzida pela presidente da Comissão Municipal, professora Cosma Gomes da Silva, e pelo diretor do Sindicato APEOC, Alessandro Carvalho.

Para contribuir com o debate, a plenária contou ainda com a presença do professor Anízio Melo, maior referência dos trabalhadores em Educação e coordenador do Movimento “Nordeste pelo Precatório do FUNDEF e Novo FUNDEB”. Anízio expôs o protagonismo do Sindicato APEOC na luta pela garantia dos precatórios para a Educação e seus profissionais e destacou o enfrentamento à tese de muitos prefeitos e governadores, que não aceitam que os recursos sejam vinculados exclusivamente para a Educação, muito menos que 60% destes sejam destinados ao Magistério. Sobre os precatórios do FUNDEF de Baixio em específico, Anízio reforçou que o acordo entre as partes (professores e prefeitura) já foi homologado pelo judiciário, aguardando apenas a manifestação do Ministério Público para execução do acordo e liberação do recurso.

O coordenador do movimento Nordeste pelo Precatório do FUNDEF e Novo FUNDEB ainda alertou que os trabalhadores da Educação precisam estar mobilizados para garantir os recursos do passado (Precatórios do FUNDEF), os do presente (Royalties do Petróleo para a Educação), e os do futuro (Novo FUNDEB).

Como encaminhamento da plenária, a presidente da Comissão Municipal do Sindicato APEOC em Baixio, professora Cosma Gomes, reassumiu o compromisso de acompanhar o andamento da ação por meio da banca de advogados e provocar o Ministério Público para que o mesmo se pronuncie o mais rápido possível.