O Sindicato dos trabalhadores em Educação da Rede Estadual e Municipais de Ensino do Ceará (APEOC), vem por meio desta nota repudiar veementemente a invasão e ocupação do espaço da Escola Estadual José Bezerra de Menezes, situada na Rua Anário Braga, próxima ao 18º Batalhão da Polícia Militar, que teve o cadeado arrombado na entrada e foi invadida.

Para Anizio Melo, presidente da APEOC, não podemos conceber ultrajante ação contra a Educação Pública Cearense, a liberdade e a democracia. Diante dos prejuízos pedagógicos, riscos de segurança, cerceamento do processo de ensino e aprendizagem aos quais estão submetidos profissionais da Educação, alunos e pais, tomaremos todas as iniciativas necessárias para libertar a Escola José Bezerra de Menezes do espectro do obscurantismo, da repressão e da intimidação feita por homens que deveriam resguardar a lei e a ordem democrática.

Nosso presidente estará na segunda-feira (02), reunido com as entidades estudantis para tratar do assunto. Não podemos de forma alguma admitir que a escola pública cearense seja atacada por quem quer que seja.

Anizio Melo, presidente da APEOC e FETENE (Federação dos Trabalhadores em Educação do Nordeste)

29 de fevereiro de 2020