Na manhã desta quinta-feira, a Comissão Municipal do Sindicato APEOC reuniu-se para um encontro crucial visando nivelar informações e discutir estratégias em relação às demandas da categoria. Em meio ao impasse nas negociações com o Governo Municipal sobre o texto da lei que pode regulamentar o reajuste e a reformulação do Plano de Cargo, Carreira e Remuneração (PCCR) do magistério municipal, a Comissão chegou ao consenso que cedeu tudo o que foi possível para propiciar uma boa proposta para a categoria e com possibilidade real de ser aplicada pelo Governo.

“O Sindicato APEOC tem trabalhado arduamente nessa negociação. É verdade que tivemos avanços importantes na proposta, mas também fizemos concessões para o governo. Agora chegamos a um limite, o Governo Municipal precisa demonstrar que também é capaz de ceder e encaminhar as pautas de quem se dedica a educar a juventude de nosso município”, destacou o professor Alessandro Carvalho, dirigente da APEOC e CNTE.

Diante da falta de consenso, as negociações foram estendidas e uma nova reunião deve ser agendada até sexta-feira (16/02), prazo em que também será anunciada a nova data da Assembleia Geral.

“Neste momento crucial, é essencial que a categoria mantenha-se atenta e mobilizada. Esperamos um desfecho positivo nas negociações, como tem ocorrido nos últimos anos. As atualizações serão divulgadas através das redes sociais do Sindicato APEOC, e convocamos, desde já, todos os profissionais da educação a comparecerem em massa à próxima Assembleia Geral”, afirmou o professor Eudes Anjos, presidente da APEOC em Chorozinho.

Juntos, fortaleceremos nossa luta por uma educação de qualidade, com profissionais devidamente valorizados. Unidos, somos mais fortes!