Nesta quarta-feira (30), o Sindicato APEOC e entidades estudantis UBES, ACES e UNEFORT realizaram mais uma visita às escolas públicas estaduais para avaliar se estão em conformidade com o protocolo 18 do Decreto Estadual.

A escola visitada foi a EEM Paulo Benevides, a maior da SEFOR 2, com 1894 alunos. Foi analisado que, apesar do esforço da gestão para viabilizar melhorias estruturais, ainda é necessária a realização de adaptações, como reformas nos banheiros e caixa d’água e no muro, além da aquisição de um bebedouro. As obras para tais adaptações sequer começaram ainda.

Cada visita realizada evidencia a irresponsabilidade que será a retomada às aulas presenciais ainda em 2020 e reforça a posição acertada do Sindicato APEOC e entidades estudantis na luta pela continuidade das atividades remotas, com mais investimento na democratização dos recursos para alunos e professores e financiamento para garantir melhor estrutura sanitária nas escolas, visando um retorno às aulas com segurança para alunos, profissionais da educação e seus familiares.

O relatório dessas visitas, feito com base no Protocolo 18, anexo ao decreto de autorização do Governo do Estado, será apresentado à SEDUC, ao Ministério Público, à Assembleia Legislativa, ao poder judiciário e à promotoria da Educação.

Para William Matheus, representante da UNEFORT, “o Estado deve garantir a segurança dos nossos jovens, dos estudantes e toda a comunidade escolar”. Segundo ele, isso perpassa, inclusive, o ambiente escolar.

Continuaremos cobrando do Governo do Estado urgência nos investimentos para melhoria das escolas e democratização dos recursos necessários para a continuidade das atividades remotas, além de um plano de retomada às aulas presenciais somente a partir de 2021, com maior rigor e responsabilidade sanitária.