O Sindicato APEOC, representado pelo presidente estadual, Reginaldo Pinheiro, e pelo assessor jurídico, Ítalo Bezerra, foi recebido nesta quinta-feira (26) pela assessoria do Desembargador Francisco Gladyson Pontes, presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, para tratar do processo de retomada da Ampliação Definitiva dos professores de Icó.

Os docentes, que haviam optado há anos pela ampliação definitiva de carga horária, assegurada em lei, tiveram seus direitos feridos por uma decisão arbitrária da prefeita da cidade, que retirou a ampliação sem aviso prévio, representado uma perda real no salário dos profissionais.

A justiça concedeu uma liminar assegurando a ampliação, que foi derrubada depois de uma manobra da gestão municipal de Icó. A APEOC considera que o Desembargador Francisco Gladyson Pontes foi levado ao erro nessa questão e o sindicato, na reunião com a assessoria do presidente do TJCE apresentou a documentação necessária para o devido reparo desse equívoco e a Ampliação Definitiva seja retomada.

A APEOC pede celeridade na avaliação da questão, por se tratar de verba alimentar. A entidade defende que a Ampliação Definitiva é um direito, que deve ser assegurado. Reduzir o salário dos professores pela metade é inaceitável.