Em mais uma ação na defesa dos professores, o Sindicato APEOC veio a público dizer que encaminhou requerimento à Seduc para que “autorize com urgência a publicação de portaria, para que haja pagamento imediato do benefício alimentação”.

A informação foi publicada no jornal Diário do Nordeste desta sexta-feira (29/10), pelo jornalista e diretor geral de programação do Sistema Verdes Mares de Comunicação, Edilmar Norões.

O atraso no pagamento do benefício, afirma a professora Penha Alencar, presidente do Sindicato APEOC, prejudica aproximadamente 3.000 (três mil) professores recém- ingressos na Rede Estadual de Ensino. O referido direito está disposto na Lei nº 13.363, sendo posteriormente regulamentado. O valor do auxílio alimentação é de R$ 6,05 (seis reais e cinco centavos) por dia de trabalho.

Fonte: Diário do Nordeste