A direção do Sindicato APEOC e um grupo de professores e gestores dos Centros de Educação de Jovens e Adultos (CEJAs) estiveram na tarde desta quinta-feira (24) na Secretaria de Educação do Estado para dar continuidade aos encaminhamentos das propostas de revitalização dos CEJAs, apresentadas ao secretário Idilvan Alencar, no último dia 12 de agosto. Estavam presentes o vice-presidente estadual do Sindicato APEOC; e a orientadora da Célula de Educação Continuada, Inclusão e Acessibilidade da Seduc, Antônia Alves dos Santos.

O documento síntese das propostas de valorização dos Centros foi fruto de dezenas de reuniões e audiências que culminaram na realização do Encontro Estadual dos CEJAs, nos dias 08 e 09 de junho, no Sindicato APEOC, com participação de representantes de 30 das 32 unidades de Educação de Jovens e Adultos do Estado.

Os resultados apresentados foram divididos em quatro aspectos fundamentais:

  • Comunicação Institucional dos Centros de Educação de Jovens e Adultos;
  • Dados/metas;
  • Reorganização das propostas pedagógicas;
  • Organização e funcionamento individual dos CEJAs.

No eixo sobre Comunicação, as propostas já encaminhadas abrangem a produção de um vídeo institucional com divulgação das ações dos CEJAs; campanha publicitaria para veiculação em mídias; e a criação de um site conectado ao portal do Governo do Estado, para divulgação dos trabalhos desenvolvidos nos Centros.

Em relação ao eixo Dados e Metas, algumas das sugestões evidenciadas no documento e em processo de execução estão a criação de um Sistema Integrado de Gestão Escolar (SIGE) específico para os CEJAs; o desenvolvimento de ações institucionais para assegurar a permanência do aluno, com objetivo de diminuir o índice de abandono do aluno; e o aumento das certificações dos Centros Educacionais.

No eixo Reorganização das Práticas Pedagógicas, foram apontadas várias propostas, como por exemplo, a implantação de salas de recursos multifuncionais em todos os CEJAs; a garantia de acesso à rede de banda larga; a realização de formações continuadas para os professores do Centros; o reativamento das salas de nivelamento; a garantia de ampliação de vagas do sistema semipresencial; a criação de uma cultura de produção de livros didáticos e uma matriz curricular construída coletivamente, dentre outras.

Os dirigentes também discutem os encaminhamentos das ações referentes ao eixo Organização e Funcionamento dos CEJAs. Sobre esse tópico, destaca-se a garantia de, no mínimo, um professor por disciplina em cada turno; a validação da hora atividade (individual) em local de livre escolha do docente; e a garantia de recursos de acessibilidade como a construção de rampas de acesso, alargamento das portas, adaptação de banheiros, além da lotação de intérprete de libras e de braile.