O mapa do Ceará está ficando mais verde. Mas não se trata de um programa de reflorestamento, e sim dos resultados da avaliação do nível de alfabetização de mais de 130 mil alunos do 2º ano do Ensino Fundamental das escolas do Estado, obtidos pelo Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica, o Spaece-Alfa, em 2009.

As escolas de 83 municípios alcançaram o nível desejável de alfabetização de seus alunos, sendo caracterizados pela cor verde-escuro no mapa do Estado, e escolas de 79 cidades alcançaram o nível suficiente, de cor verde-claro, totalizando 162 dos 184 municípios do Estado. Os resultados foram apresentados, ontem, pelo governador do Estado, Cid Gomes, e pela secretária de Educação do Estado, Izolda Cela, com a presença do ministro da Educação, Fernando Haddad.

Em 2007, quando o Spaece-Alfa foi aplicado pela primeira vez, apenas 14 municípios atingiram o nível desejável e 37, o nível suficiente. Os bons resultados tem como causa, segundo Izolda, o Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic), também implantado em 2007, e que tem como objetivo garantir o sucesso da alfabetização de todas as crianças matriculadas da rede pública de ensino até os sete anos de idade.

No Spaece-Alfa de 2009, nenhum município alcançou os índices mais baixos de alfabetização. Em 2007, 39 deles estavam nessa situação, sendo 36 no nível vermelho, que significa alfabetização incompleta, e três no nível branco, representando que os alunos das escolas desses municípios chegavam aos oito anos de idade sem saber ler ou escrever ou até sem reconhecer as letras do próprio nome. O número de escolas que se situam no nível intermediário da avaliação, caracterizado pela cor laranja, também diminuiu de 2007 para 2009.

No primeiro ano, eram 94 municípios, passando para 22 em 2009, o que significa uma redução de 76,6%. Segundo Izolda Cela, os resultados, ap ós três anos de implantação do Paic, mostrados pelo Spaece-Alfa, são muito significativos. “Em 2007, apenas 14 municípios alcançaram a média desejada. Em 2009, foram 83. Esse crescimento é muito importante e mostra que podemos, em 2010, ficar muito próximos dos 100% dos municípios em bons níveis de alfabetização.

Fonte: Diário do Nordeste Editoria: Cidade Data:15/06/10