logo cnbbA Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou nesta quinta-feira (27), durante entrevista coletiva à imprensa, uma Nota contra a PEC 241. A Proposta de Emenda Constitucional, aprovada em duas votações na Câmara Federal, pretende congelar os gastos públicos com Educação e Saúde pelos próximos vinte anos, causando um enorme retrocesso à oferta e qualidade dos serviços públicos.

Na avaliação dos bispos, a PEC 241 é “injusta e seletiva” e “supervaloriza o mercado em detrimento do Estado”. Os religiosos também afirmaram que a proposta é uma “afronta à Constituição Cidadã de 1988”. O texto da Nota da CNBB foi aprovado pelo Conselho Permanente da entidade reunido, em Brasília, entre os dias 25 e 27 deste mês.

Leia o texto na íntegra: