No último encontro do Conselho Nacional de Entidades (CNE) da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), realizado nos dias 01 e 02 de fevereiro, o Sindicato APEOC marcou presença de forma significativa. Representado pelo presidente, professor Anízio, e pelos diretores Helano Maia, Maurício Manoel, Vera Lúcia e Alessandro Carvalho, este último também dirigente da CNTE, o sindicato destacou-se por suas contribuições e posicionamentos firmes em defesa do piso, carreira e pela nova possibilidade de precatórios para os profissionais da educação.

Durante a reunião, foram abordadas importantes pautas relacionadas à valorização da educação e seus trabalhadores, com destaque para a discussão em torno da reformulação do critério de reajuste do piso salarial e a luta pela implantação de diretrizes nacionais de carreira que garantam parâmetros mínimos de acordo com a formação dos profissionais da educação.

Além disso, um ponto de grande relevância discutido foi a batalha jurídica em torno dos possíveis precatórios da PREV/FUNDEB, decorrentes da cobrança judicial de descontos indevidos da parte patronal da previdência com os recursos dos 70% do FUNDEB. Nesse contexto, o Sindicato APEOC e a Frente Norte-Nordeste pela Educação, sob coordenação do Professor Anízio, desenvolveram uma tese histórica que recebeu apoio e destaque da CNTE.

A deliberação do CNE de encampar e coordenar a luta nacional pelo precatório PREV/FUNDEB é um marco significativo, evidenciando o empenho, dedicação, compromisso e capacidade de formulação de nosso sindicato e da Frente Norte/Nordeste pela Educação.

Diante disso, o Sindicato APEOC, unindo forças com Frente Norte-Nordeste e a CNTE, reafirma seu compromisso em continuar firme e ainda mais forte nas lutas em defesa da educação e de seus trabalhadores, mantendo-se sempre atento e engajado nas questões que impactam diretamente a vida dos profissionais da educação e o futuro da nossa sociedade.