O vice-presidente do Sindicato APEOC, Reginaldo Pinheiro, debateu em uma reunião nesta quarta-feira (5), sobre a Política de Educação Inclusiva no Ceará. Em pauta, a busca pela melhoria no ensino especial e a mesa de negociação com a SEDUC para tratar da demanda.

Estiveram presentes as professoras Kelma Gomes e Glória Bernardino, do Coletivo de Educação Inclusiva da APEOC, o professor de Libras da Escola Joaquim Nogueira, Cristiano Lincoln.

Os membros do Coletivo de Educação Inclusiva do Sindicato APEOC vem desde 2010 lutando por melhores condições de trabalho para os professores com deficiência, e provocando discussões sobre as novas políticas inclusivas nos espaços pedagógicos da rede estadual.