Nesta quinta-feira (30), em Fortaleza, estudantes e professores ocuparam às ruas da capital no Segundo Dia Nacional da Educação. Em pauta, a luta por uma Educação Pública de qualidade, com financiamento permanente e dizendo NÃO aos cortes na Educação, contra a DEFORMA da Previdência.

O protagonismo desse segundo dia de mobilização é dos movimentos estudantis, UNE, UBES, UNEFORT, ACES, UESM e UJS. Merece destaque a parceria APEOC e estudantes, que mais uma vez levou milhares de pessoas às ruas.

A concentração foi na Praça da Gentilândia. Milhares de estudantes, professores, sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais seguiram pelas avenidas da Universidade, Domingos Olímpio e Carapinima e terminaram a caminhada com um grande ato cultural na Concha Acústica da Universidade Federal do Ceará.

Em todo o Ceará, em vários municípios, professores e estudantes também foram às ruas para dizer um basta aos desmandos do Governo Federal.

“Professores, estudantes e toda a comunidade escolar não aceitam intimidação. Apesar das ameaças do Governo Federal, vamos mostrar que não se cala a Educação brasileira, rumo à Greve Geral no dia 14 de junho, que vai ser ainda maior”, afirmou Anizio Melo.