O Ministério Público Estadual terá consubstanciado material comprobatório da falta de professores na rede municipal de ensino da prefeitura de Fortaleza. Portanto, dependendo das informações que deverão ser fornecidas pela Secretaria de Educação, a Promotoria de Defesa Educação do Ministério Público poderá responsabilizar a gestão municipal pelo prejuízo causado aos estudantes. Se necessário, até mesmo por meio de Ação Civil Pública. Entretanto, disse o promotor Francisco Elnatan de Oliveira, que, inicialmente vai tentar solução através dos meios administrativos, porém, não deixou de fazer críticas contra a Secretaria de Educação por não fazer acompanhamento satisfatório de professores de licença e faltosos.

Disse ainda o promotor de Justiça: “vamos questionar a Prefeitura de Fortaleza sobre as implicações que isso causa à sociedade. A gente sabe que foi realizado concurso público, mas o número de aprovados é insuficiente para atender as carências em sala de aula”, comentou o promotor de Justiça de Defesa da Educação, Francisco Elnatan de Oliveira.