Em Brasília na terça-feira (10), o presidente Anizio Melo, que está de plantão na capital federal para o julgamento do Precatório do FUNDEF da rede estadual no STF, chama atenção de toda a categoria para o projeto de reforma da previdência estadual enviado pelo governador Camilo Santana à Assembleia Legislativa do Ceará.

Anizio ressalta que o momento não é para DEFORMA alguma, que o projeto precisa ser amplamente discutido, e não aprovado a toque de caixa como quer o Palácio da Abolição.

“Ao invés de ceder as chantagens do governo Bolsonaro, o senhor governador deveria agilizar as pendências da campanha salarial 2019, o pagamento do retroativo do reajuste dos aposentados e das promoções, e a convocação dos aprovados no concurso”, afirmou Anizio Melo.

Dia 18 de dezembro (quarta-feira), às 9h, estamos convocando uma grande comissão de professores para ir à Assembleia Legislativa para cobrar dos parlamentares que não votem essa reforma sem discussão com nossa categoria.