Na próxima segunda-feira o governador Cid Gomes terá novo encontro com os representantes dos servidores dos sindicatos de servidores públicos estadual, numa segunda reunião da Mesa Estadual de Negociação Permanente.

Os trabalhadores públicos reivindicam 61% de reposição salarial, tendo em vista que esse percentual é correspondente ao que está defasado desde 1996, o que significa que há 14 anos o governo do Ceará não concede nenhum aumento real de salário aos seus servidores. O que ocorreu foram apenas reposições e mesmo assim em alguns anos passados nem isso.

Em face dessa realidade o governo deve aos servidores 61% de reposição, ou seja, perda no poder aquisitivo de compra dos salários a 14 anos, de 1996 a 2010.