O ministro da educação, Fernando Haddad, disse que o MEC já está trabalhando com as metas propostas no Plano Nacional de Educação, em tramitação no Congresso Nacional.

A grande ousadia do Plano Nacional de Educação, em tramitação no Congresso Nacional, é fixar metas de qualidade. A afirmação é do ministro da educação Fernando Haddad, em seminário realizado nesta Semana Nacional da Educação, em Brasília e acrescentou: “em um país que nunca valorizou os processos educacionais, estamos dando um salto histórico”.

Com relação à fixação de um volume de investimento obrigatório em educação, o ministro explicou que só uma emenda constitucional pode evitar um veto presidencial, como ocorreu no PNE anterior, quando o presidente Fernando Henrique Cardoso praticamente inviabilizou as propostas apresentadas ao cortar os recursos necessários para implementá-las. Desta forma, cabe ao Congresso Nacional fixar este percentual – disse Haddad. O ministro reconheceu que todos os textos enviados pelo Ministério da Educação ao Congresso Nacional saíram de lá mais bem acabados. O ministro não vê razão para que o PNE não seja aprovado ainda este ano na Câmara.