O percentual de analfabetos no Ceará diminuiu, mas ainda está longe da média nacional. Enquanto no Brasil a taxa é de 9,96%, no Estado o índice de pessoas que não sabem ler nem escrever é de 19,04%, quase o dobro.

No Ceará, o percentual de analfabetos com 15 anos ou mais diminuiu de 24,81%, em 2001, para 19,04%, em 2008. Mesmo com a diminuição, o número preocupa: ainda há quase 1,2 milhões de analfabetos nessa faixa etária.

O problema é em termos de aprendizagem, que evoluiu muito pouco, destaca o professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará, Idevaldo Bodião. Ele cita o caso de alunos que, mesmo estando em séries mais avançadas, têm dificuldade para ler e escrever.