Mesmo sob ameaças, um grande número de funcionários municipais estiveram presentes e lotaram as dependências da câmara municipal. Fato a lamentar foi a falta de todos os vereadores que compõem a base de sustentação do prefeito. Em uma falta de respeito enorme para com os servidores do município. Após a sessão, foi realizada uma caminhada até a Praça da Juventude, durante o trajeto muitos cidadãos mostraram-se solidários à causa e manifestavam, mesmo que timidamente, seu apoio. Dentre as reivindicações constam: a real aplicação da Lei do Piso, bem como a readequação do Planos de Cargos e Carreiras do Magistério; o retorno do quinquênio e outras vantagens mais que foram subtraídas ao longo do governo dessa gestão que apavora e amedronta os servidores e munícipes.