O Sindicato APEOC vem por meio desta repudiar o texto-base da DEFORMA da Previdência, bem como os membros da Comissão Especial que votaram CONTRA os destaques que poupavam os professores e educadores das regras para a nova aposentadoria.

Na tarde da última quinta-feira (04), a comissão especial da reforma da Previdência na Câmara aprovou por 36 a favor e 13 contrários, o texto principal do parecer apresentado pelo relator deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). Por 30 votos a 18, os Parlamentares também rejeitaram o destaque que pretendia excluir os professores da DEFORMA.

O projeto seguirá ainda para o plenário da Câmara dos Deputados, onde passará por mais dois turnos de votação e precisará do apoio de pelo menos 308 dos 513 deputados. Se aprovada, a proposta irá para o Senado.

Essa DEFORMA atinge em cheio professores e professoras e desconsidera os interesses e necessidades da categoria, a qual é considerada uma das mais desgastantes pela própria Organização Mundial da Saúde.

Precisamos reagir! Anízio Melo, presidente do Sindicato APEOC, assegura que a luta continua e que precisamos estar unidos para barrar essa DEFORMA. “A comissão especial aprovou a proposta que retira direitos dos trabalhadores e acaba com a aposentadoria para a maioria de brasileiros e brasileiras. Os educadores também serão atingidos, reduzindo os valores da aposentadoria e aumentando a idade e tempo de contribuição. A votação segue para o plenário e nós precisamos estar nas ruas, pressionando nas redes sociais e em todos os espaços que estejam os Parlamentares Federais para que eles evitem essa catástrofe que é a reforma da forma como ela está sendo apresentada.  Vamos organizar nossa categoria e nos juntarmos à juventude e todos os cidadãos para retomarmos o país para o foco da democracia, soberania e garantia de nossos direitos!”, afirma.

O Sindicato APEOC não para! Estaremos em alerta para articular nossa luta e derrotar a DEFORMA da Previdência. Convocamos todos os profissionais da Educação a se juntarem contra a DEFORMA DA PREVIDÊNCIA e em defesa da Educação Pública, do FUNDEB, dos royalties do petróleo e dos Precatórios do FUNDEF em uma grande mobilização no dia 13 de agosto. A educação não irá se calar!

Esses são os traidores da Educação!

Alexandre Frota (PSL-SP)
Cap. Alberto Neto (PRB-AM)
Celso Maldaner (MDB-SC)
Daniel Trzeciak (PSDB-RS)
Darci de Matos (PSD-SC)
Darcísio Perondi (MDB-RS)
Delegado Éder Mauro (PSD-PA)
Diego Garcia (Podemos-PR)
Dr. Frederico (Patriota-MG)
Eduardo Cury (PSDB-SP)
Evair de Melo (PP-ES)
Filipe Barros (PSL-PR)
Greyce Elias (Avante-MG)
Guilherme Derrite (PP-SP)
Heitor Freire (PSL-CE)
Isnaldo Bulhões Jr (MDB-AL)
João Roma (PRB-BA)
Joice Hasselmann (PSL-SP)
Lafayette Andrada (PRB-MG)
Lucas Vergilio (Solidariedade-GO)
Major Vitor Hugo (PSL-GO)
Paulo Azi (DEM-BA)
Paulo Ganime (Novo-RJ)
Paulo Martins (PSC-PR)
Pedro Paulo (DEM-RJ)
Ronaldo Carletto (PP-BA)
Samuel Moreira (PSDB-SP)
Stephanes Junior (PSD-PR)
Toninho Wandscheer (Pros-PR)
Vinicius Poit (Novo-SP)

Esses são os Deputados que votaram a favor da Educação!

Alex Manente (Cidadania-SP)
Alice Portugal (PCdoB-BA)
Aliel Machado (PSB-PR)
Carlos Veras (PT-PE)
Fábio Henrique (PDT-SE)
Fernando Rodolfo (PL-PE)
Giovani Cherini (PL-RS)
Gleisi Hoffmann (PT-PR)
Henrique Fontana (PT-RS)
Heitor Schuch (PSB-RS)
Israel Batista (PV-DF)
João C. Bacelar (PL-BA)
Joenia Wapichana (Rede-RR)
Jorge Solla (PT-BA)
Lídice da Mata (PSB-BA)
Marcelo Moraes (PTB-RS)
Paulo Ramos (PDT-RJ)
Sâmia Bomfim (Psol-SP)