fetems_aprova_proposta_governoA proposta de reajuste salarial de 7% (acima dos índices da inflação de novembro 2010 a outubro de 2011), mais a incorporação de 5% da regência no vencimento base; o que totaliza 8,33% de reajuste, apresentada pelo Governo do Estado para os professores da rede estadual de ensino, foi aprovada na sexta-feira (9), em assembleia geral extraordinária, no auditório da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul).

O presidente da FETEMS, Roberto Magno Botareli Cesar, ressaltou que, embora o reajuste salarial proposto pelo Governo não seja o ideal para a categoria, que busca o Piso Salarial Nacional por 20 horas, entende que para o momento o índice mantém o poder aquisitivo dos salários, acrescido de pequeno ganho. “Nós aceitamos a proposta e isso não significa que tenhamos que abrir mão das nossas bandeiras, a partir de 1º de fevereiro a luta pela valorização profissional que queremos continuará”, afirma.

fetems_aprova_proposta_governo2Roberto Magno ressaltou ainda que no próximo ano o Governo do Estado irá reabrir as negociações com a Federação e questões como a definição de uma política salarial para os anos de 2013 e 2014 e a reformulação da Lei Complementar nº 0087 serão definidas até o final de março. “As lutas como trazer os administrativos em educação para o Estatuto dos Trabalhadores em Educação, 1/3 da hora atividade e uma política salarial justa para os trabalhadores em educação, continua, pois sabemos que ainda temos e sempre teremos muito que avançar para conquistarmos a valorização profissional que queremos”, disse.

Participaram da assembleia geral extraordinária da FETEMS representantes dos 71 sindicatos dos trabalhadores em educação, filiados a Federação, de todo o Mato Grosso do Sul. (FETEMS, 10/12/11)

(CNTE, 12 de Dezembro de 2011)