O deputado Professor Teodoro disse na Assembleia Legislativa, que a meta brasileira para 2020 de investir 7% do PIB em educação está aquém do que precisa o País. A meta está no Plano Nacional de Educação (PNE), encaminhado ao Congresso. O tucano criticou ainda o fato de o Brasil ter cumprido apenas 33% das metas do primeiro PNE, lançado em 2001.

Professor Teodoro cobrou o cumprimento do novo PNE. Para ele, o Brasil precisa recuperar o tempo perdido nos próximos dez anos. Uma das metas é alcançar 7% em investimento para educação. O deputado, porém, defende 10%.

Segundo o tucano, para tentar cumprir todo o PNE desta década, o Brasil foi mais modesto nas metas. Teodoro citou as mais importantes, na opinião dele, como universalizar a educação infantil para as crianças de quatro e cinco anos e atender 50% da população até três anos.

Para ele, o ponto de estrangulamento é a falta de professores com formação em educação infantil. Além disso, os concursos públicos não contemplam esses profissionais.

Outro ponto importante citado por Teodoro é alfabetizar as crianças, no máximo, até os oito anos. Oferecer educação integral em 50% das escolas de ensino básico também deve ser prioridade. Hoje, apenas 4% da população em idade escolar são contempladas por esse tipo de ensino.