Nove trabalhos de estudantes das Escolas Maria Celeste de Azevedo Porto e Raimundo Nonato Ribeiro, localizadas no município de Trairi, e do Liceu de Maracanaú, receberam diversas premiações durante a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) 2009, promovida pela USP, em São Paulo, entre os dias 17 e 21 de março. As experiências também garantiram credenciamento para participar da V Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia (Fenecit), em Camaragibe (PE), e do I Movimento Científico Norte-Nordeste (Mocinn), em Belém (PA).

O Liceu conquistou dois primeiros lugares nacionais nas categorias Engenharia e Ciências da Saúde, respectivamente, por meio dos trabalhos: Construção de um robô inseto baseado na utilização de materiais reciclados, criado pelos alunos Lucas Magalhães e Jorge Sandro Pinheiro, e A utilização do biocontrolador orgânico a partir do extrato das folhas de nim no combate a vetores epidemiológicos (aedes aegypti), dos alunos João Batista de Castro, Lucas Albuquerque e Francisco Allan de Souza.

Os outros quatro projetos do Liceu também alcançaram resultados expressivos. A Obtenção de etanol a partir de hidrolisado obtido por tratamento térmico de algas verdes, dos alunos Jorge Edson Pinheiro, Mateus Alex Barbosa e Amauri Aires, conquistou o Prêmio Embrapa – Meio Ambiente e o Convênio Projeto Parceiro Embrapa. Já a Fitoterapia: buscando a cura através da natureza, idealizado por Luana Aguiar e Josenilton Nascimento, recebeu o Prêmio Semente Científica: Méritos em criatividade, rigor científico e relevância social, além do Apoio Embrapa. A implantação da Rádio Escolar abastecida com energia fotovoltáica e a Produção de Plástico Formol receberam credenciais para eventos científicos em nível nacional.

Os nove trabalhos vencedores foram orientados por professores das respectivas unidades escolares: Maria Ednilsa da Silva e Maria das Graças, do Liceu; Sueli Gouveia, da Escola Maria Celeste; e Gerciê Oliveira Castro, da Escola Raimundo Nonato.