A luta não pode parar. O Desgoverno Bolsonaro, mais uma vez, ataca a Educação Pública. O presidente vetou parte do PL 1581/2020, que trata da subvinculação de 60% dos Precatórios do FUNDEF para professores.

O Sindicato APEOC participou ativamente da emenda ao projeto, de autoria do deputado federal JHC (PSB-AL), que buscava garantir subvinculação dos 60% dos Precatórios do FUNDEF ao Magistério nos casos de acordo de credores para o pagamento de precatórios federais.

O presidente da APEOC, Reginaldo Pinheiro, e o coordenador da Frente Norte/Nordeste em defesa da Educação, Anizio Melo, defendem que a luta não está perdida, pelo contrário, explicam que o veto presidencial não interfere nos acordos judiciais para a correta destinação dos recursos do antigo FUNDEF.

Os docentes chamam toda a categoria para a mobilização em favor da derrubada do veto e cobrança de parlamentares, prefeitos e governadores para a defesa da Educação e valorização de seus profissionais.