O Sindicato APEOC comemora os números positivos divulgados no IDEB 2017, Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. O Ceará foi o sexto estado do país e o primeiro da região Nordeste com melhor marca no levantamento. Os números cearenses superaram a meta do IDEB proposta para 2017 nos cinco anos iniciais. Foi o sexto ano consecutivo em que o estado atingiu a marca exigida pelo MEC. O salto do Ceará é inegável. A rede pública subiu do nível 2,8, em 2005, para 6,1, em 2017, ritmo de crescimento quase duas vezes superior à média nacional.

Resultado do trabalho bem feito do professor em sala de aula. Sempre deixamos claro que uma Educação Pública de qualidade não se faz apenas com investimentos na melhoria das escolas. De nada adiantaria uma boa estrutura sem um profissional capacitado e bem valorizado, consciente do seu papel como educador.

E esse bom trabalho se reflete em números. No Ensino Fundamental, nas turmas iniciais (1º ao 5º ano), os municípios cearenses figuram no topo do ranking nacional. Sobral, com média 9, e Deputado Irapuan Pinheiro, com 8,6, foram os maiores destaques. Ainda no Ensino Fundamental, nas turmas finais (6º ao 9º ano), mesmo com médias mais baixas que nas turmas iniciais, ainda figuramos muito bem nacionalmente. Destaque para Jijoca de Jericoacoara, média 6,7.

Para o Sindicato APEOC, essa é uma conquista de toda a comunidade escolar: professores, alunos, pais e profissionais da Educação. Os números cearenses, figurando entre os melhores do país, com essa posição de destaque na Região Nordeste mostra que a nossa luta por uma Educação Pública de qualidade está no caminho certo.