Uma das principais queixas dos profissionais da Educação é a dificuldade de acesso aos serviços do Instituto de Saúde dos Servidores Estaduais do Ceará – ISSEC. E por se tratar de uma pauta importante para a categoria, o Sindicato APEOC sempre incluiu em suas reivindicações a melhoria do atendimento do órgão.

Diante da pressão qualificada da entidade, a direção do Instituto anunciou na tarde desta quinta-feira (01) que, a partir da próxima semana, vai retomar o padrão de atendimento aos mesmos parâmetros de antes de outubro de 2017. Isso quer dizer que os servidores terão direito a pelo menos uma consulta por mês na rede credenciada. Caso esse primeiro atendimento demande outros procedimentos, o acesso poderá ser realizado.

O Sindicato APEOC foi representado pelo secretário-geral, Helano Maia; pela tesoureira, Penha Alencar; e pela diretora, Lilá Costa. O superintendente do ISSEC, José Olavo Peixoto, estava acompanhado do diretor Técnico de Saúde, Madison Mont’Alverne, e do diretor Administrativo Financeiro, Franzé Coelho.

Dificuldades e Desafios

Os dirigentes do Sindicato APEOC relataram vários casos de sócios que não conseguiram atendimento no sistema do ISSEC nos últimos meses. O superintendente do órgão admitiu problemas financeiros e, consequentemente, a redução da oferta de serviços. José Olavo argumentou que mesmo com dificuldades, o atendimento não parou. Ele apresentou o relatório de procedimentos de janeiro de 2018, quando foram autorizadas 2.042 consultas médicas, 15.703 exames clínicos e 4.266 atendimentos de emergência e urgência.

Apesar dos números, Helano Maia e Penha Alencar reforçaram a necessidade de ampliação da cobertura, principalmente no interior do Estado, e a retomada dos serviços devido à grande demanda de usuários do sistema. Os dirigentes também cobraram agilidade na conclusão do projeto de revitalização do ISSEC, que vem sendo elaborado com a participação do Sindicato APEOC e demais entidades de servidores estaduais.