clip_image001“Mais respeito com as pessoas”

Atento ao que acontece ao seu redor, Marcos Daniel diz que como prefeito a primeira providência que tomaria seria aumentar o salário dos professores

Marcos Daniel, que tem predileção pelas disciplinas de matemática e português, prefere a sala de aula do que o recreio (SARA MAIA) Os nove anos, o menino Marcos Daniel, aluno do 4º ano B tarde da Escola Municipal José Ramos Torres de Melo, no bairro Mucuripe, é cheio de planos e sonhos para o futuro. Quando crescer sonha em ser cantor, cozinheiro ou prefeito, nessa ordem. Mas é na política que ele vê a possibilidade de mudar o que lhe incomoda. Seu ídolo é o cantor sertanejo Luan Santana, o que explica o seu penteado.

Marcos Daniel não admira nem conhece político algum. Na sua visão, políticos são aquelas pessoas que prometem coisas, pedem voto, e depois de eleitos não cumprem o que prometeram. A ideia de ser prefeito vem da vontade de resolver problemas que fazem parte do seu dia a dia. “Eu tentaria mudar tudo o que eu pudesse. Poderia mudar as escolas, construir mais hospitais. Ter mais médicos para ajudar, porque tem gente que vai pro hospital fica uma hora esperando e não recebe atendimento. Tentaria ajeitar as ruas, os buracos, construir mais escolas…”.

Atento ao que acontece hoje na Capital e no Estado, Marcos Daniel disse que a primeira providência que tomaria caso fosse eleito seria aumentar o salário dos professores. “E em sua opinião, como os políticos deveriam ser?” Perguntou a professora Janaína. “Bom, eu acho que às vezes eles prometem e não cumprem. Eles deveriam ter mais respeito com as pessoas”, disse Daniel.

Liderança

Diferente da maioria dos colegas, quando está na escola Daniel prefere o horário das aulas ao recreio. Sua matéria preferida é matemática e logo em seguida vem o português. Em casa, gosta de ver desenho animado na TV, ler história em quadrinhos da Turma da Mônica e os livros do Sítio do Pica-pau Amarelo, de Monteiro Lobato. Também gosta, “mais ou menos”, de ver o noticiário na TV.

Educado, curioso, e de fala explicada, Marcos Daniel gosta, apesar da timidez, de falar em público, e segundo o diretor da Escola, Francisco das Chagas, apresenta espírito de liderança natural, qualidade que demonstra em sala de aula e que o faz se destacar entre os alunos. Daniel mora perto da escola, no bairro Meireles, com os pais, um irmão e uma irmã. O pai é militar aposentado do exército. A mãe vende produtos das marcas Avon e Natura. Enquanto não se torna cantor, cozinheiro ou prefeito, para fazer tudo aquilo o que acha que deve ser feito para melhorar a vida das pessoas, o que Marcos Daniel gosta mesmo é de brincar, na escola ou em casa, de pique-esconde e joão-cola-americano.

Propostas

Construir as escolas

Contratar mais professores

Aumentar o salário dos professores

Construir mais hospitais

Contratar mais médicos

Ajeitar ruas e tapar os buracos

Dar alimentos para quem não pode pagar.

Bruno Cabral

brunocabral@opovo.com.br

(O Povo, 12-10-2011)