O Ministério da Educação (MEC) está solicitando ao Banco Mundial um empréstimo de US$ 420 milhões para serem investidos na revitalização dos hospitais universitários federais.  Junto com reitores das universidades federais, o MEC elaborou um plano para reestruturar a rede de 46 hospitais que hoje têm 10% dos seus leitos desativados e precisam contratar 5 mil profissionais em caráter emergencial.

O pedido de empréstimo foi autorizado e aprovado pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), do Ministério do Planejamento.

Os reitores das universidades federais estiveram reunidos com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para pedir socorro financeiro aos hospitais universitários. As dívidas das 46 unidades somaram em 2008 R$ 235 milhões. A verba será aplicada principalmente na reforma dos hospitais que sofreram uma grande degradação física nos últimos 15 anos e na compra de novos equipamentos já que muitos estão obsoletos. Os hospitais universitários são estratégicos para o país. Em alguns estados, o único hospital que funciona 100% pelo SUS e atende as grandes demandas é o universitário. Além disso, formam os futuros médicos, dentistas, enfermeiros.