No ensino superior público, 75% dos docentes são doutores ou mestres; no particular, esse percentual chega a 55%. Os dados foram divulgados no Censo da Educação Superior de 2009, divulgados quinta-feira, 13 de janeiro. Dentre os professores de universidades, faculdades, centros universitários e institutos federais a titulação está distribuída da seguinte forma:

  • Doutores: públicas (48%); particulares (14%);
  • Mestres: públicas (27%); particulares (41%);
  • Especialistas: públicas (14%); particulares (38%);
  • Graduados: públicas (11%); particulares (7%).

De 2008 para 2009, a quantidade de funções docentes cresceu 6%; a maior demanda por professores universitários foi a de doutores (16%).

Nas públicas, a maioria dos professores trabalha em tempo integral (78,9%); já nas particulares, a maioria é horista (53%) e só 21,5% estão em regime integral. De acordo com a LDB (Lei de Diretrizes e Bases), do MEC (Ministério da Educação), é aconselhável que pelo menos um terço do corpo docente trabalha em tempo integral.