No dia 06 de setembro de 2012, o Sindicato APEOC realizou uma assembleia geral com os professores da rede municipal de Ipu para discutir assuntos referentes a atrasos salariais, falta de pagamento de 1/3 de férias e os recolhimentos previdenciários, descontados mensalmente de seus salários e não repassados ao Instituto Municipal de Previdência. Nessa assembleia ficou decidido que a categoria faria reunião com a comunidade escolar para comunicar as deliberações, e que, caso não sejam atendidas as reivindicações até a próxima terça-feira, dia 11/09, data em que a categoria realizaria uma nova assembléia, poderia ser deflagrada GREVE GERAL da categoria.

Hoje, 11 de setembro, a categoria reuniu-se novamente em assembléia para tentar dialogar com a administração municipal sobre as REIVINDICAÇÕES NÃO ATENDIDAS, para isso, foi escolhida uma comissão de professores para representar a categoria.

Ao chegar à prefeitura de Ipu, essa comissão de professores foi informada que não havia ninguém que pudesse atendê-los. Os professores dirigiram-se então, à Secretaria Municipal de Educação, para tentar dialogar com o secretário ou alguém que o representasse. Para surpresa de todos, encontraram o portão da Secretaria de Educação TRANCADO A CADEADO, e mais uma vez, não foram recebidos para discutir o atraso salarial.

Diante da recusa da administração municipal em NÃO ATENDER OS PROFESSORES, a categoria resolveu paralisar as atividades. Ficou decidido que os professores irão ficar concentrados todos os dias na Praça de Iracema, em frente à prefeitura, até que a atual administração decida atendê-los para discutir suas reivindicações que são simplesmente o pagamento de salários atrasados e o recolhimento do desconto previdenciário ao IPUPREV.

Vejam o e-mail que o secretário de educação enviou ao Sindicato APEOC, na noite do dia 10/09, com uma proposta de pagamento que não foi aceita pela categoria.

“Ao: Ilmo. Sr. Anízio Santos de Melo

Presidente do Sindicato dos Professores e Servidores do Estado do Ceará

Prezado Senhor,

Inicialmente gostaríamos de registrar o nosso estranhamento em relação ao movimento de estado de greve endossado por esta instituição no município de Ipu por considerarmos, como V. Sa. deve ter percebido, que se trata de um movimento liderado por uma minoria de professores que fazem oposição política à atual administração e que se aproveitam do momento político para usar esta respeitada instituição em benefício de um projeto eleitoreiro.

Outrossim, informamos que o pagamento do salário dos professores será realizado de acordo com a programação constante do quadro abaixo:

MÊS

DATA DO PAGAMENTO

JUNHO

10/09/2012

AGOSTO

10/10/2012

SETEMBRO

30/10/2012

OUTUBRO

10/11/2012

NOVEMBRO

10/12/2012

DEZEMBRO

10/01/2013

1/3 DE FÉRIAS

10/12/2012

13º SALÁRIO

20/12/2012

Em relação às contribuições previdenciárias esta Prefeitura está construindo uma programação financeira junto à Previdência no sentido de regularizar os repasses. No entanto, salientamos que nenhum servidor tem sido prejudicado nos seus benefícios junto à Previdência.

Cientes de que estamos cumprindo com as nossas obrigações, subscrevemo-nos.

Flávio Alves Pereira            
Secretário Municipal de Educação
 
Henrique Sávio Pereira Pontes”

Entenda porque a categoria não aceitou a proposta do secretário:

De acordo com o secretário, o mês de junho dos professores foi pago dia 10 de setembro. Só que ele esqueceu que pagou somente os professores efetivos.

O mês de agosto, os professores só irão receber dia 10 de outubro.

O 1/3 de férias que deveria ter sido pago em julho, os professores só irão receber dia 10 de dezembro.

O mês de dezembro que deve ser pago até o dia 31 de dezembro, só será pago dia 10 de janeiro de 2013.

ACOMPANHE AGORA OS BASTIDORES DO MOVIMENTO DOS PROFESSORES

Assista agora a entrevista do representante da APEOC de IPU professor Raimundo José

 Assista agora o movimento dos professores de IPU pelo Centro Comercial

Fotos extras

Fonte: ipuorai.blogspot.com.br