O presidente do Sindicato APEOC, professor Anizio Melo, comemora o arquivamento do projeto Escola sem Partido e afirma que agora o foco deve ser o financiamento da Educação. De acordo com o docente, a luta deve estar inteiramente direcionada ao Novo FUNDEB, com recursos permanentes e sem prazo de validade, a regulamentação dos Royalties para a Educação e garantir a subvinculação dos Precatórios do FUNDEF, com 60% dos recursos para a valorização do Magistério e 40% para a manutenção da rede de ensino e pagamento de funcionários.

O projeto Escola sem Partido tramitava na Comissão Especial da Câmara dos Deputados que tratava do assunto. Os trabalhos do colegiado foi encerrado nesta terça-feira (11) sem que fosse votado o parecer do relator e foi arquivado. Como a atual Legislatura será encerrada no final deste ano, todas as matérias que não tiveram parecer aprovado nas comissões são arquivadas automaticamente. Vale ressaltar que o autor do projeto, no próximo ano poderá pedir o desarquivamento, mas a tramitação começará do zero.

Para Anizio Melo, o momento é de união e fortalecimento da categoria, em prol da valorização dos profissionais da Educação e por uma escola pública forte, livre, laica e sem amarras.