De acordo com levantamento do Sindicato dos Professores e Servidores do Estado do Ceará (APEOC), dos quatro mil aprovados no concurso que o Estado realizou em 2009, 20% desistiram de ensinar. 

A deputada Rachel Marques (PT) informou, na sessão plenária desta terça-feira (05/04) da Assembleia Legislativa, que apresentará requerimento solicitando da Secretaria da Educação do Estado (Seduc) relatório sobre os índices de violência nas escolas da rede pública de ensino. Rachel, que preside a Comissão de Educação da Casa, está preocupada com o alto número de professores novatos que estão deixando o magistério por conta da insegurança e dos baixos salários.

A parlamentar chamou atenção para os índices de recém-concursados que desistem do magistério ainda no período probatório. Conforme ressaltou Rachel, de acordo com um levantamento do Sindicato dos Professores e Servidores do Estado do Ceará (APEOC), dos quatro mil aprovados no concurso que o Estado realizou em 2009, 20% desistiram de ensinar.

A petista destacou as ações que a Seduc vem desenvolvendo para amenizar esse problema, como o programa por uma geração de paz. A ideia é fazer da escola um ambiente acolhedor, promovendo o envolvimento da comunidade com o corpo discente e docente.

Rachel sugeriu que, além dessas iniciativas, a Seduc também faça um mapeamento do problema da violência na rede estadual de ensino. “Vamos requerer a Assembleia que solicite à Seduc estudo sobre o problema, para que em cima disso possamos atuar de forma mais intensa, levando em conta o conhecimento dessa realidade”.

 Fonte: Agência de Noticias da Assembleia Legislativa