Educação de qualidade só com trabalho decente

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e o Sindicato APEOC defendem a educação como direito. E se mobilizam pela implantação do piso que vai beneficiar professores, alunos e suas famílias, uma vez que proporcionará melhores índices de desenvolvimento, com distribuição de renda e valorização dos trabalhadores e, em conseqüência, uma educação de qualidade.

No momento em que a educação está na pauta do dia, precisamos mostrar para a sociedade que é injusta a tentativa de desqualificar o piso salarial nacional e que ele não pode ser ameaçado por governadores que alegam não ter como implementá-lo. O PSPN representa um passo importante para a categoria e para a melhoria da qualidade do ensino em nosso país. Nossas crianças precisam de educação de qualidade e isso só será possível quando o ensino público tiver profissionais bem remunerados e satisfeitos, trabalhando em escolas bem aparelhadas.

Quando as pesquisas nacionais mostram que mais de 58 mil adolescentes brasileiros com 14 anos, não sabem ler e escrever, essa realidade mostra que a educação tem que ser prioridade no país. Quando os números identificam que cerca de 29 mil jovens são analfabetos, mesmo freqüentando a escola, nossa luta pela implementação do piso salarial   nacional profissional (PSPN) se faz ainda mais legítima.

Por isso, neste 16 de outubro, os educadores de todo o País vão participar do Dia Nacional de Paralisação e Mobilização pela Implementação do Piso Salarial. Aqui no Ceará, a CNTE e o Sindicato APEOC estão convocando os professores e professoras para mais uma grande mobilização nesta quinta-feira (16/10) às 14h30min na Assembléia Legislativa. Será realizada AUDIÊNCIA PÚBLICA E VIDEOCONFERÊNCIA em prol da imediata implantação do piso nos estados e municípios. A AUDIÊNCIA PÚBICA vai ser transmitida por videoconferência nos CENTEC, FATEC, CVT E CIDADE DIGITAL de 13 cidades: Aracoiaba, Itaiçaba, Santa Quitéria, Aracati, Beberibe, Brejo Santo, Piquet Carneiro, Tauá, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Quixeramobim, Sobral e Fortaleza.

A categoria não pode baixar a guarda.  O PISO É LEI. FAÇA VALER!