Brasília-DF, 13 a 16 de janeiro de 2011

CNTE, Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação é a entidade que congrega quarenta e um sindicatos de professores e funcionários de escolas de todo país.

Do dia 13 ao dia 16 de janeiro, 51 delegadas e delegados filiados ao Sindicato APEOC participaram de vários momentos de discussão e de tomada de decisão sobre os rumos da luta dos trabalhadores em educação de todo o Brasil. Exaustos, mas com a certeza de termos cumprido nossa tarefa, estamos prontos para mais um ano de luta pela educação de qualidade e por melhores condições de trabalho. Elenco algumas das decisões tomadas no 31º Congresso da CNTE:

  • A luta intransigente para a efetivação da Lei do Piso Salarial Nacional dos Professores;
  • Defesa das decisões da CONAE, Conferência Nacional de Educação,
  • Atuar nos processos de elaboração e de debate parlamentar do Plano Nacional de Educação, a viger entre 2011 e 2020, promovendo também a participação das afiliadas;
  • Lutar contra a terceirização e precarização das condições de trabalho, em especial dos funcionários da educação. Pela ampliação do projeto Profuncionário e dos cursos tecnológicos também voltados aos funcionários;
  • Mobilizar a sociedade com vistas à ampliação do direito à educação pública, de qualidade social, inclusiva, democrática, laica, de tempo integral, especialmente através do financiamento público (aumento do percentual do PIB) e da valorização dos educadores.

Nossa luta vai além da questão salarial, defendemos uma escola pública com competência pedagógica, qualidade social que resgate a dignidade de crianças, jovens, mulheres e homens das camadas populares, uma educação que seja capaz de contribuir para o fim da miséria, e do preconceito em todas as suas formas.

Só com nossa mobilização e compromisso seremos capazes de mudar a escola e o nosso país.

Josilma Rodrigues Frota
Professora de História da PMF e SEDUC
Base do Sindicato APEOC

“É fundamental diminuir a distância entre o que se diz e o que se faz, de tal maneira que num dado momento a tua fala seja a tua prática.”
Paulo Freire