fraudeSobre operação deflagrada pelo Ministério Público Estadual e Polícia Civil em Trairi, como informamos em post anterior, eis os detalhes repassados pela assessoria de imprensa do MPE. A ação ocorreu também no Eusébio e em Fortaleza e foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão.

Ministério Público do Estado do Ceará está realizando nesta quarta-feira, 5, uma operação nos municípios de Trairi, Eusébio e Fortaleza para cumprir 16 mandados de prisão e 25 mandados de busca e apreensão expedidos pelo juiz auxiliar da comarca de Trairi, Fernando Teles de Paula Lima. Os documentos são referentes a pessoas ligadas à Prefeitura de Trairi que são acusadas de fraudes em licitação, formação de quadrilha, falsidade ideológica e condescendência criminosa.

Até agora foram presas oito (8) pessoas: Germana da Paixão Oliveira (secretária de Ação Social), José Ademar Barroso (empresário), Evaldo Luís Antunes (ex-membro da comissão de licitação da Prefeitura), Gabriela Chaves Souto (membro da comissão de licitação), Vinicius Barbosa Damasceno (procurador-geral do Município), Caroline Gondim Lima (procuradora jurídica), José Eloísio Maramaldo Filho (advogado e ex-procurador autárquico do Município), Guilherme de Araripe Nogueira (procurador jurídico municipal). Os outros oito (8) acusados são considerados foragidos. São eles: José Evandro Cunha (secretário de Saúde), Maria das Graças Barbosa Damasceno (secretária de Educação), Jose Airton Ribeiro (secretário de Finanças), Euclides Andrade de Castro (ex-secretário de Finanças), Márcio Alves Ribeiro (vereador e ex-secretário de Cultura), Manoel Carlos Oliveira e Alexandre Pires Sousa (ambos ex-membros da comissão de licitação da Prefeitura), Neio Lúcio Ferraz Passes (ex-contratado da Prefeitura).

Os trabalhos são coordenados pela Promotoria de Justiça de Trairi, através do promotor de Justiça Igor Pereira Pinheiro, com o apoio da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap) do Ministério Público.

Fonte: O Povo