A Direção Executiva do Sindicato APEOC realizou, nesta segunda-feira (10), uma reunião virtual para fazer uma retrospectiva dos desafios, avanços e conquistas de 2021, além de traçar a estratégia para o ano de 2022. Foram debatidas ainda as pautas pendentes, tanto da rede estadual, quanto das redes municipais, além da participação no Congresso da CNTE, que ocorrerá entre os dias 13 e 15 de janeiro.

O presidente da APEOC, Professor Anizio Melo, fez uma análise sobre a atuação do Sindicato durante o ano desafiador de 2021, que, apesar dos impedimentos da Lei Federal 173, e dos ataques do Governo Federal, garantiu avanços na valorização dos profissionais da Educação.

Entre as conquistas de 2021:

• Aprovação da revalorização da carreira e reajuste de 12,84%;

• Divulgação da Revisão Geral de 10,74%;

• Implantação das Promoções com Titulação;

• Pagamento das Promoções sem Titulação (2018, 2019, 2020 e 2021), com pagamento de grande parte dos retroativos;

• Discussão do Plano de Cargos e Carreira dos servidores da Educação;

• Pagamento do Raspa Tacho 3;

• Fim do teto do Vale Alimentação;

• Desbloqueio dos processos de Ampliação Definitiva;

• Convocação dos 2.500 aprovados, mesmo com os impedimentos da Lei 173;

• Prorrogação dos Contratos Temporários;

• Imunização dos profissionais da Educação;

• Derrota da proposta de calote nos Precatórios do FUNDEF, com aprovação da subvinculação na Constituição Federal;

• Assinatura e homologação do acordo judicial com o estado do Ceará para pagamento dos Precatórios do FUNDEF aos professores da rede estadual;

A Executiva também fez encaminhamentos para o ano de 2022:

• Fortalecer a Frente Norte/Nordeste pela Educação – realizar planejamento para atuação deste ano;

• Entrega oficial de pauta da Campanha Salarial 2022 ao governo estadual;

• Participação no Congresso da CNTE de 13 a 15 de janeiro para unificar a luta nacional (Participação de Forma Híbrida);

• Realizar as seguintes plenárias ainda em janeiro: Concurso 2018, Ampliação Definitiva de Carga Horária e com Comissões Municipais;

• Fortalecer o Blocão da Educação.

“2022 será um ano de virada no cenário nacional, onde o negacionismo e a destruição do serviço público está imperando. Remamos contra a maré e conseguimos avanços estratégicos como a aprovação do Novo Fundeb e a conquista dos Precatórios do FUNDEF, além do plano local, onde estamos avançando na luta salarial, concurso, ampliação definitiva de carga horária, carreira para todos os funcionários da educação, valorização dos aposentados, dentre outros.
No entanto, precisamos resistir à deforma administrativa e conquistar a efetivação completa de nossa pauta. Nesse sentido, atuar na CNTE, na Frente Norte e Nordeste, aliado às entidades estudantis será fundamental para empoderar a educação.”, finalizou o Professor Anizio Melo.