Quinta-feira, 22 de fevereiro. Dia histórico para os/as profissionais do Magistério do município de São Gonçalo do Amarante. Aprovado na Câmara Municipal, por unanimidade, o Plano de Cargos e Carreiras e Remuneração (PCCR) dos/as profissionais do Magistério.

Consideramos como uma vitoria da categoria, que por meio da luta do Sindicato APEOC, há anos batalhava pela reformulação do plano. Professores e professoras sempre estiveram presentes nas diversas ações da Comissão Municipal, coordenada pela nossa Presidente, Professora Ana Abreu, o Vice-presidente, Professor Raul Ribeiro, o Secretário, Professor Thiago Silva, a Tesoureira, Professora Ana Cristina Morais, e o apoio dos professores Adonai Guedes, Wedson Maciano e Vinícius Câmara, participando das manifestações de ruas, paralisações, reuniões e assembleias.

Fazemos ainda o reconhecimento todo especial aos professores e professoras do município de São Gonçalo do Amarante, pelo exemplo de união, bravura e coragem que demonstraram durante todo o processo de luta, proporcionando com isso o fortalecimento do sindicalismo no município e servindo como exemplo para as demais categorias, que também, começaram a organizar os seus planos de cargos e carreira.

Agradecemos imensamente ao Sindicato APEOC estadual, pelo apoio que foi dado à comissão municipal, por meio da Assessoria Sindical de Roque Melo, que muito contribuiu nas discussões e elaboração do plano, como também ao assessor Kim Lopes, pelas diversas vezes que esteve presente com a comissão, e em especial ao Vice-Presidente, Professor Reginaldo Pinheiro, pelas orientações necessárias, com o seu dinamismo e atenção às analises jurídicas.

Com a aprovação do novo PCCR, comemoramos as seguintes melhorias para a categoria:

• Auxílio alimentação;
• Auxílio transporte;
• 45 dias de férias remuneradas, sendo 30 em julho e 15 em janeiro;
• 14 horas de planejamento (40h); e 7h planejamento (20h);
• Liberação para fazer mestrado e doutorado, com remuneração;
• Progressão horizontal saindo de 2% para 2,5%;
• Regência de sala saindo de 6% para 13%;
• Inclusão no plano dos psicopedagogos;
• Liberação de 1 servidor para as atividades classistas;
• Eleição para diretores escolares; e
• Redução de carga horária: mulher 22 anos, homens 27 anos de trabalho em sala de aula.

Parabéns categoria, que por meio da luta do Sindicato APEOC garantiu mas essa importante vitória.