A Procuradoria Geral do Estado é outro órgão do governo do Ceará engavetador de processos com pedido de aposentadoria dos servidores estaduais. Existe processo dormindo há 25 anos e ainda sem parecer, segundo denúncias que chegam ao Sindicato – APEOC. Os prejudicados são servidores afastados por ordem médica, por motivo de invalidez permanente e até portadores de “CA”. Mesmo assim a burocracia funcional é insensível ao prejuízo que causa ao servidor, pois além da sensação de impotência, tem a parte financeira, com desconto de 11% para a previdência do Estado. Previdência que não presta ao contribuinte.