A trajetória de lutas em prol das melhorias na Educação do Ceará, construída pelo professor Jaime Alencar de Oliveira, 69 anos, chegou ao fim na manhã desta sexta-feira (28). Às 11h20, o professor, que já foi presidente do Sindicato dos Professores do Estado do Ceará (Apeoc), faleceu no Hospital São Mateus, onde já estava internado há 50 dias.

De acordo com Maria da Penha Alencar, presidente da Apeoc e esposa de Jaime, o professor estava internado devido a um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Ainda emocionada, Maria da Penha resumiu que a morte do marido resulta “numa perda muito grande para a Educação”. Ainda nesta sexta, aconteceu o velório do professor na Funerária Eternus. No sábado, ainda sem horário certo até o fim da tarde, será a cerimônia de cremação do professor, no Cemitério Metropolitano.

Em quase sete décadas de lutas, o professor Jaime Alencar era graduado em Licenciatura e Bacharelado em Filosofia e Licenciatura em Pedagogia. Nascido em 27 de janeiro de 1939, na cidade de Iguatu, Jaime Alencar era professor há mais de 40 anos com militância sindical, e começou como educador infantil e, atualmente, era aposentado da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

Fonte: Diário do Nordeste