Mulheres que se alfabetizam quando adultas conseguem superior acréscimo salarial em relação aos homens, na mesma situação funcional. Entre elas, o impacto de aprender a ler e escreve se traduz em um aumento da ordem de 16,6% no contracheque.

Esta é uma das conclusões do estudo “Efeitos da alfabetização de adultos sobre salário e emprego”, segundo pesquisadores do Centro de Microeconomia Aplicada da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas.