O Ministério Público do Trabalho obteve do Município de Crateús acordo no sentido de garantir o pagamento de 581 mil 909 reais e 20 centavos para cerca de 500 servidores que deixaram de receber salários em alguns meses do ano de 2004.

O acordo foi firmado perante o procurador do Trabalho Francisco José Parente Vasconcelos Júnior, que havia ingressado com ação civil pública na Vara do Trabalho instalada naquele município.

Segundo entendimento firmado no acordo judicial, o prefeito Carlos Felipe Saraiva Beserra se compromete a quitar a dívida em onze parcelas. A primeira delas, equivalente a 50% do valor, que cada servidor daquele período tem a receber, será desembolsada em até cinco dias após a homologação do acordo pelo juiz Robério Maia de Oliveira. A outra metade do montante será divida em 10 parcelas.