O Dia Mundial do Trabalho foi instituído em 1889, por um Congresso Socialista em Paris/França, e, em memória dos trabalhadores presos e mortos em Chicago/Estados Unidos, no dia 1º de maio de 1886, quando pediam redução da jornada de trabalho, de 13 para 8 horas diárias, e melhores condições de trabalho.

Depois de 123 anos, o trabalhador brasileiro ainda luta por redução de jornada de trabalho, a exemplo dos professores, reivindicando redução de carga horária, piso salarial e melhoria nas condições de trabalho.

Para o dia 1º de Maio de 2009, pouco ou quase nada têm os trabalhadores brasileiros para comemorar, principalmente os trabalhadores nos serviços públicos, com treze anos de congelamento salarial, e, ainda sem perspectivas de recuperar as perdas salariais provocadas pela inflação do período: 1996-2009.

Em memória dos mártires de Chicago, o Sindicato – APEOC saúda os trabalhadores de hoje, na rede pública de ensino do Ceará (professores e servidores), estimulando espírito de luta até que possa alcançar os ideais de justiça social.

Professora Penha Alencar
Presidenta Sindicato – APEOC